O Pão de Açúcar é um dos cartões-postais do Rio de Janeiro, dessa forma, apaixonado por viajar e conhecer novos lugares, bem como a história desses lugares, o empresário Frederico Gayer Machado de Araujo fala sobre a história do Bondinho do Pão de Açúcar à nossa redação. Confira:

O Rio de Janeiro sempre foi uma cidade importante para o país, foi palco de grandes transformações e é até hoje uma das atrações mais conhecidas no Brasil. Dessa forma, torna-se fácil compreender a rápida ascensão e sucesso do bondinho, além disso, na época, sua construção foi uma grande revolução.

A construção do bondinho durou apenas 3 anos e datou de 1909 a 1912, contando com aproximadamente 400 pessoas, foi um projeto arriscado, pois os trabalhadores precisavam realizar escaladas  para concluir o trabalho.

Além disso, Frederico Gayer Machado de Araujo ressalta a importância do local e sua constante presença na mídia, pois fez parte de grandes cenários, marcantes em diversas produções televisivas e cinematográficas. “O local é uma maravilha à parte”, comenta o empresário.

Como dito anteriormente, a construção do Bondinho deu início no ano de 1912, no dia 27 de outubro, o teleférico em suas atividades iniciais custava o valor de dois mil réis, hoje, o valor custa em torno de 114 reais. Além disso, ele liga a Praia Vermelha ao Morro da Urca e ao Morro do Pão de Açúcar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui