Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Um trabalho produzido em família será aproveitado por todos os estudantes da rede municipal de ensino. É o livro de cordel infantil Xô Pandemia, do médico cardiologista Gustavo Carvalho, escrito em cojunto com a mulher, Fabiana de Almeida Miranda Carvalho, e os filhos Maria Fernanda (15 anos), Manuela (8) e Gustavo (7). As ilustrações são de Daphne Lambros.

A família Carvalho doou 190 exemplares do livro à rede municipal e foi recebida pelo prefeito Rafael Greca no Palácio Solar 29 de Março, nesta terça-feira (2/2). Também estiveram no encontro a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, e o vereador Pier Petruzziello, líder do governo na Câmara de Vereadores.

Mais exemplares do cordel ainda serão incorporados ao acervo da rede, que inicia o ano letivo de 2021 no dia 18 de fevereiro, nos modelos híbrido ou remoto, devido à pandemia do novo coronavírus.

“A cidade de Curitiba tem resistido contra o vírus de maneira admirável, um exemplo é a edição deste livro de cordel infantil pela família Carvalho, que explica como o vírus chegou e por que devemos respeitar restrições neste momento”, comentou o prefeito.

A secretária explicou que a obra pode ser utilizada nas escolas e nos Faróis do Saber e Inovação.

A ideia do livro surgiu de um trabalho escolar da estudante Manuela. “Em casa brincamos de fazer rimas, e quando ela surgiu com um trabalho sobre cordel, começamos a falar sobre o coronavírus e o livro surgiu”, conta o pai, Gustavo Carvalho.

“Eu gosto muito de ler, então achei muito divertido fazer o livro”, relata a menina.

Covid-19
O prefeito reforçou a importância dos cuidados durante a pandemia, como o uso da máscara.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba já aplicou mais de 26 mil doses da vacina que imuniza contra o novo coronavírus. A cidade acumula, desde o início da pandemia, 2.629 mortes provocadas pela doença, conforme o levantamento da secretaria.

Com os novos casos confirmados, 128.714 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19, dos quais 120.129 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

O boletim de segunda-feira (1/2) aponta 5.956 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.