AEN

Um decreto publicado no Diário Oficial do Paraná na quarta-feira (20) autoriza a retomada das aulas presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, que estavam suspensas desde março de 2020, em razão da pandemia de coronavírus.

A liberação das aulas presenciais também é válida para entidades conveniadas com o estado e para universidades públicas, desde que respeitadas as medidas sanitárias, como uso de máscara, distanciamento de dois metros, higiene das mãos, além da limpeza e desinfecção dos espaços.

Veja o trecho do decreto estadual:

O governo paranaense já havia anunciado o retorno às aulas para o dia 18 de fevereiro em modelo híbrido, ou seja, com alternância entre atividades presenciais e remotas.

A medida deve ter impacto no funcionamento das escolas particulares de Londrina, que pressionam o prefeito Marcelo Belinati para liberar a volta dos alunos às salas de aula. O grupo já organizou protestos e até um acampamento em frente à Prefeitura.

O Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe) de Londrina se reúne na tarde desta quinta-feira (21) e ainda não se manifestou. Antes da liberação por parte do governo estadual, o prefeito Marcelo Belinati já havia se posicionado enfaticamente pela manutenção da suspensão das aulas presenciais.