AEN

A movimentação mensal de janeiro fecha com alta de 4%, nos portos de Paranaguá e Antonina. No mês, as importações e exportações chegaram a 3.599.435 toneladas de cargas. Nos mesmos 31 dias, no ano passado, foram registradas 3.446.228 toneladas.

“Apesar de toda a chuva que tivemos em janeiro, o que acaba impactando em algumas operações, nos períodos de estiagem os operadores conseguiram aumentar a produtividade, gerando bons resultados, principalmente nos segmentos de carga geral e granéis líquidos, que sustentaram a alta”, afirma Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da Portos do Paraná.

De carga geral, 1.027.598 de toneladas de cargas foram movimentadas no último mês de janeiro. O volume é 12% maior que as 915.861 toneladas de janeiro de 2020. Já de graneis líquidos, este ano, foram 664.225 toneladas, entre importação e exportação. No mesmo período, no ano passado, foram 610.370 toneladas. A alta registrada, no segmento, é de 9%.

Sobre a movimentação do primeiro mês de 2021, Garcia explica que o segmento mais impactado pelas paralisações com a chuva é o dos graneis sólidos, que registrou, de fato, leve queda. Comparando janeiro deste ano, quando foram movimentadas 1.907.613 toneladas de graneis, nos dois sentidos, a janeiro de 2020, com 1.919.997 milhões de toneladas, a variação foi de -1%.

“Com a entrada da nova safra, já a partir do final deste mês de fevereiro, certamente o segmento já volta a crescer por que a comercialização segue aquecida, com boa parte dos contratos já fechados”, comenta o presidente.

A soja, que em janeiro de 2020, movimentou 320.182 toneladas, este ano, no mês, registrou 30 mil. “Esse era só um saldo que ainda tinha disponível, depois da alta que manteve durante todo o ano passado”, diz Luiz Fernando Garcia.

ANTONINA – Sozinho, o Porto de Antonina movimentou 43.766, em janeiro deste ano. O volume é 21% maior que as 36.245 registradas em 2020. O principal produto movimentado por lá foi o açúcar (saca). Deste, 31.057 toneladas foram exportadas em janeiro. No ano passado, não houve exportação do produto por lá.

O outro produto movimentado pelo terminal de Antonina é o fertilizante (importação). Deste, foram 12.709 toneladas importadas em janeiro, este ano.

PRODUTOS – A alta na movimentação do açúcar também se apresenta no fechamento do Porto de Paranaguá. Pelos terminais de Paranaguá 298.325 toneladas de açúcar, em saca e a granel, foram exportadas em janeiro deste ano. O volume é 170% maior que as 110.477 toneladas registradas em janeiro de 2020.

Outros produtos que se destacam nas exportações pelo Porto de Paranaguá, no último mês de janeiro, estão o óleo vegetal (soja), que registra aumento de 65%; o milho que teve alta de 40%; e o farelo de soja, cujo volume movimentado este ano é 24% maior que o registrado em janeiro de 2020.

De óleo vegetal foram exportadas 45.349 toneladas, este ano, e 27.548 toneladas em janeiro de 2020. De milho, 417.487 toneladas, no último mês de janeiro, e 297.802 toneladas, no ano passado. De farelo de soja, 396.969 de toneladas foram exportadas este ano, e 321.315 toneladas, nos mesmos 31 dias de janeiro de 2020.

IMPORTAÇÃO – Entre as cargas de importação, destacam-se as movimentações de carga geral, 469.378 este ano, 15 % a mais que as 408.176 registradas em 2020. Entre os graneis sólidos, o sal com 13.919 toneladas movimentadas no último mês de janeiro. No mesmo mês, no ano passado, não teve importação do produto.

Entre os graneis líquidos, se destacam as importações de metanol, com alta de 18% – 97.818 toneladas este ano, contra 82.798 toneladas no ano passado; e de óleos vegetais, com alta de 4451% – 170.174 toneladas este ano, contra 3.739 no ano passado.

TOTAL – As importações totais, de janeiro, somaram 1.841.804 de toneladas, 3,3% a mais que em janeiro de 2020, com 1.782.767 de toneladas. AS exportações, 1.757.631 de toneladas, 6% a mais que no ano passado, com 1.663.461 de toneladas.

Confira a tabela da movimentação de janeiro 2021  AQUI