Você sabia que o espumante é um vinho branco (ou rosé) que na verdade passa por fermentação? Marco Antonio Carbonari, especialista em produção de vinhos, nos conta hoje quais são as principais características e diferenças entre os espumantes desde desde o processo de produção até o momento de escolher a bebida, vem conferir:

Marco Antonio Carbonari explica que o que faz o espumante ter qualidade se dá no momento da produção.

No processo de produção é necessário ter um vinho utilizado como base. Marco Antonio Carbonari explica que logo após após a colheita das uvas elas são levadas à vinícola, passando por um processo onde é retirado o suco (no qual chamamos de mosto) onde o contato com as cascas é evitado para que o suco não adquira coloração.

Já na fermentação, são adicionadas leveduras, que são responsáveis pelo álcool, açúcar e gás carbônico. Marco Antonio Carbonari nos conta que, a partir daí, existem 3 métodos para a produção do espumante. Esse método definem quais serão as características da bebida.

MÉTODO TRADICIONAL: Marco Antonio Carbonari diz que, após a primeira fermentação do vinho utilizado como base já ter sido realizada o licor de tiragem é adicionado e com isso a segunda fermentação é feita com a bebida já engarrafada.

A bebida então passa pelo processo de autólise que consiste em retirar a s células mortas das leveduras, feito em seguida o processo de Remuage, um ciclo onde a garrafa passa a ser girada diariamente até que a borra se encaminhe para o gargalo. Essa borra é congelada no processo de Dégorgement e expelida por pressão.  Marco Antonio Carbonari revela que, como última etapa, uma espécie de xarope é aplicado para determinar a doçura do espumante.

MÉTODO ASTI: Marco Antonio Carbonari conta que nesse processo a bebida também passa pelos processos enquanto engarrafadas, porém a diferença é que apenas uma fermentação é feita. Esse método consiste em uma variação do chamart.

MÉTODO CHARMAT: A segunda fermentação, nos revela Marco Antonio Carbonari, ocorre em um tanque de aço inox (diferente dos vistos anteriormente que fermentam a bebida já engarrafada). A maioria dos espumantes é produzida dessa maneira.

Marco Antonio Carbonari diz que essas especificações geralmente se encontram nos rótulos das garrafas, interferindo diretamente no valor e qualidade da bebida.

Vale ressaltar que a Vinícola Villa Santa Maria possui uma enorme variedade de bebidas e entre elas alguns espumantes que farão você se deliciar. Venha vivenciar essa experiência incrível agendando uma visita pelo WhatsApp: (12) 9 9746-6298.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui