Os secretários de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, e da Educação, Rossieli Soares, acompanharam nesta quinta-feira, 16, o início da testagem para Covid-19 de alunos e servidores da rede estadual em unidades localizadas na região metropolitana de São Paulo. O governador João Doria (PSDB) também esteve presente. A primeira ação ocorreu na Escola Estadual Almir Pereira Bahia Reverendo, em Tabão da Serra. Os testes serão realizados em 10 mil estudantes e 9,3 mil profissionais da rede. Em cada unidade, serão testados 100 alunos e todos os servidores.

Na rede estadual, a volta às aulas presenciais, opcional para alunos do ensino médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi liberada em 7 de outubro. De acordo com governo de SP, 904 escolas em 219 municípios retomaram as atividades presenciais opcionais. O objetivo da testagem é identificar a frequência de contágio pelo vírus durante esse período. “Iniciamos hoje a testagem na rede estadual de ensino para diagnosticar casos de Covid-19 e providenciar, se preciso, o isolamento a fim de evitar a transmissão do vírus para quem convive com estas pessoas”, declarou o secretário da Saúde.

“Nosso objetivo é fazer com que os estudantes retomem as atividades presenciais com toda a segurança e seguindo os protocolos da saúde. Por isso, essa iniciativa é importante para adequarmos as medidas”, afirmou Rossieli. “A volta às aulas em São Paulo está sendo feita de forma segura, com a devida proteção a alunos, professores e servidores, de forma correta, sempre levando em conta a saúde e a vida. Nenhuma iniciativa no âmbito da educação está sendo adotada sem seguir os protocolos determinados pelo Centro de Contingência”, afirmou Doria.