Dado mais recente do Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais, de fevereiro de 2022, informa que há ao menos 1.191 pessoas em situação de rua em Curitiba. As baixas temperaturas registradas no inverno tornam ainda mais críticas e vulneráveis as condições dos desabrigados.

ONGs e iniciativas sem fins lucrativos atuam na capital dando suporte e orientando quem quer ajudar essa faixa da população. Conheça abaixo algumas delas e veja como se voluntariar ou ajudar.

Sopão Curitiba

Em ação desde junho de 2018, o Sopão Curitiba realiza a distribuição de alimentos e cobertores para a população em situação de rua. Durante o inverno, a ONG realiza ações emergenciais, de segunda a sábado, com distribuição de lanches e cobertores.

Voluntários podem participar do preparo e entrega dos lanches durante a semana, e no preparo ou entrega das marmitas no sábado.

Além disso, é possível disponibilizar o comércio/loja como ponto de coleta de doações para o Sopão.

A ONG também aceita doação de alimentos perecíveis e não perecíveis, cobertores e roupas em bom estado, e dinheiro.

Os interessados em doar ou se voluntariar devem entrar em contato com o Sopão Curitiba por meio do perfil no Instagram.

ONG Voluntariando
A ONG Voluntariando atua junto à população em situação de rua e em comunidades por meio da distribuição de alimentos, agasalhos, e da realização de projetos educativos.

A organização também apoia outros projetos que também atendem a população em situação de rua.

Interessados em atuar como voluntários devem entrar em contato por meio das redes sociais. Em seguida, a organização os aloca de acordo com a área de interesse e a necessidade de cada atividade.

Os voluntários podem participar da busca separação e distribuição de doações, preparo de lanches, e entregas.

Além disso, a ONG aceita doações de roupas e cobertores em bom estado, itens novos de higiene pessoal, alimentos perecíveis e não perecíveis, cestas básicas, e dinheiro.

Projeto Mãos Invisíveis
O Projeto Mãos Invisíveis atua com a população em situação de rua e famílias em extrema vulnerabilidade social desde 2018.

Quatro vezes na semana o projeto entrega marmitas para a população em situação de rua durante o período do almoço na praça Rui Barbosa. Aos domingo, promove um café da manhã na Praça Generoso Marques.

Anualmente o projeto faz duas chamadas para inscrições de voluntários. Os interessados podem atuar na preparação e distribuição de alimentos, no atendimento às famílias em vulnerabilidade, nas ações de moradia, na manutenção das redes sociais do projeto, no administrativo ou na venda de produtos.

De acordo com a organização, o próximo chamamento está previsto para julho. As inscrições são pelo site do projeto e redes sociais.

Também e possível colaborar por meio de doações de dinheiro, alimentos e materiais de higiene. As doações podem ser entregues na sede do Projeto Mãos Invisíveis, na Rua Alferes Poli, 592.

Confira os itens mais utilizados pelo projeto.

Leite integral
Café
Açúcar
Achocolatado
Molho de tomate
Salsicha
Carne moída
Pães
Sacos de lixo 50L
Papel toalha
Luvas e toucas descartáveis
Detergente
Copos descartáveis
Aquecendo Corações
A associação de voluntários Aquecendo Corações atua desde 2016 com atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade.

Semanalmente a associação distribui cafés da manhã para a população em situação de rua. Além disso, oferecem banho, realizam a distribuição de roupas limpas, e cortes de cabelo.

Interessados em colaborar devem entrar em contato com a Aquecendo Corações por meio do WhatsApp (41) 99102-5343.

Os voluntários podem ajudar nas atividades de preparação e distribuição de alimentos, na contação de histórias e como ouvintes. Além disso, a associação aceita doações de alimentos, roupas masculinas em bom estado, livros e itens de higiene.

SOS Vila Torres
O movimento SOS Vila Torres, que atende sete vilas de Curitiba, realiza periodicamente doações à comunidade. Diante das baixas temperaturas, o grupo reforça a campanha de arrecadação de cobertores e roupas de inverno.

Doações podem ser entregues na Capela Nossa Senhora Aparecida, localizada na Rua Guabirotuba, 770, no Prado Velho. O movimento tem como um dos coordenadores o padre Joaquim Parron.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui